Gravidade

Amanda Carneiro
2 min readMay 8, 2018

--

Isso vai acontecer. Você vai amar alguém que não vai te amar. Alguém vai te amar e você não vai conseguir amar este alguém, mesmo que se esforce muito. Você vai amar alguém que também vai te amar e vocês não vão conseguir ficar juntos. Você vai amar alguém que vai morar muito longe. E você vai ter que lidar com isso. Da melhor ou da pior forma possível. Alguns amores não foram feitos para virar casamento, dois filhos e um cachorro e isso não significa que não sejam amores belos. Alguns são bastante tristes e doloridos, mas também são amor.

E talvez você leve muito tempo até encontrar o amor que seja este que vai durar por toda sua vida, este que vai ser o amorzinho gostosinho e compartilhado. Talvez você nem encontre este amor. São sete bilhões de pessoas no mundo e talvez você faça parte do número ímpar. Talvez você seja amado e ame também, mas não necessariamente seja o amor de uma pessoa só, talvez seja amor de família, amor de amigos. Se você aceitar isso de bom grado, vai ser um ótimo amigo, provavelmente a melhor companhia sempre que alguém está triste e precisa ficar feliz, você vai ter sempre alguém se preocupando com você e alguém cuidando de você, mas talvez não seja sempre o mesmo alguém. Talvez você tenha um punhado de amigos que te ama e realmente não quer viver sem você, mas você não tem um alguém que seja aquele alguém, aquele amor e talvez você não precise disso.

O difícil não é amar. O difícil é amar e não sentir amor na mesma proporção de volta. Somos todos egoístas. Ninguém quer amar sem ser amado de volta. O amor é muito idealizado e crescemos acreditando que quando se dá amor o outro é obrigado a retribuir, mas a coisa não funciona assim. Cada indivíduo ama e sente todas as coisas de formas diferentes. Amor imposto não é amor, é obrigatoriedade. Amor nasce sozinho, mesmo que a razão não queira deixar, porque o amor é mais forte que a maior das forças. Quando amamos somos capazes de fazer o inimaginável. Parece clichê, é clichê, mas é real. O amor é a maior das forças. Você pode lutar contra isso, mas é como a gravidade. Você pode negar a existência desta força até a morte, mas se você pular de um prédio, vai cair no chão. Vai cair porque existe uma força que te faz cair. Assim é o amor. Uma força que te faz cair. Cair dentro de um sentimento que não pode ser ignorado. Você pode reagir de infinitas formas, mas a força vai estar ali. Você pode ignorar, mas ainda vai estar ali.

Estamos todos aqui, somos em 7 bilhões de seres, todos vivendo no mesmo espaço e tempo. Você vai encontrar amor. A não ser que o evite com todas as forçar e viva longe de todos os outros milhares de seres humanos. Fomos feitos para o amor, nascemos programados para isso. Todo ser humano vai ser amado e vai amar.

--

--

Amanda Carneiro

Engenheira de software, apaixonada por tecnologia. Amo arte, amo conhecer lugares novos e viver viajando é o que me motiva todos os dias.